Brasil

ACM Neto afirma que está preocupado com o aumento de casos de covid-19

'Há esse receio com relação à segunda onda em todo Brasil, há um aumento concreto no número de pacientes que estão precisando de internação', disse o prefeito

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

Durante uma coletiva na inauguração de uma escola no bairro do Engenho Velho da Federação, o prefeito de Salvador, ACM Neto, afirmou que está preocupado com o aumento de casos de covid-19 na capital baiana.

"Está aí, vocês estão vendo. Basta a gente ver as pessoas conhecidas nossas. Quando começou a cair, cada vez menos a gente ouvia dizer que uma pessoa estava de covid, teve problema. Volta a subir, a gente começa a ouvir cada vez mais. Eu tenho os números, mas esse é um parâmetro para qualquer pessoa comum", disse o gestor municipal.

"Há essa preocupação, há esse receio com relação à segunda onda em todo Brasil, há um aumento concreto no número de pacientes que estão precisando de internação, por isso estamos começando a reabrir leitos", detalhou ACM Neto.

O prefeito disse ainda que muitos hospitais particulares começaram a internar pessoas com outras doenças e não tem mais a mesma agilidade para ofertarem leitos exclusivos para pacientes com a covid-19.

Neste final de semana, trinta leitos para pessoas contaminadas com o novo coronavírus foram abertos. "Nosso trabalho num primeiro momento será todo nesse sentido, de ampliar a oferta".

ACM Neto disse ainda que, no momento, não pensa em colocar restrições na cidade. "A gente vai tentar evitar qualquer medida de restrição, de fechamento, porém não depende apenas das autoridades, depende de cada um", destacou.


Quanto a vacina, o prefeito da capital baiana disse que origem da imunização não é importante. "Defendo que independentemente da origem da vacina, da China, da Rússia, Reino Unido, EUA... Se for uma vacina eficaz, é preciso que todos trabalhem para que esteja presente no Brasil e seja distribuída à população", ressaltou.