Brasil

Adolescente de 14 anos morre em casa após receber alta; médico da UPA é afastado

Uma comissão interna irá apurar se houve algum erro do profissional

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

Um adolescente de 14 anos morreu em casa após ser atendido em uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) em Cascavel (PR) e ter recebido alta em seguida. O caso foi registrado nesta quinta-feira (11). As informações são do G1 Paraná.

A mãe de Cristian Rodrigues de Oliveira relatou ao G1 que o filho ainda estava passando mal quando foi liberado, horas após ter sido atendido.

“Se o médico não tivesse mandado ele embora ele estaria vivo. Uma criança com febre e vomitando, e um médico liberar para ir embora? Isso não é certo. Eu espero que façam justiça”, relatou a mãe ao G1.

O Consórcio Intermunicipal Samu Oeste (Consamu) afirmou ao G1 que o médico que atendeu o paciente foi previamente afastado até que o caso seja elucidado. Uma comissão interna irá apurar se houve algum erro do profissional.

Após receber a alta a retornar para a casa, a mãe de Cristian encontrou o jovem morto no quarto. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu)  chegou a ser acionado, mas a morte dele foi constatado em casa.

“Ele ajudava todo mundo. Agora a gente perdeu ele e ninguém acredita que ele se foi”, lamentou a mãe ao G1.

A UPA informou ao G1 que o jovem deu entrada na unidade nesta quarta-feira (11) com febre, dor de cabeça e vômitos. Ele foi atendido, passou por exame, foi medicado e ficou em observação.

Ainda segundo a  UPA, após ter uma melhora no quadro, ele foi reavaliado e liberado.

O adolescente já havia sido internado em uma unidade particular no dia 5 de novembro para tratar de uma inflamação no rim causado por uma infecção bacteriana.