Brasil

Adolescente tatuado na testa passa pela primeira sessão para remover frase

Procedimento estético foi realizado dentro da clínica de reabilitação onde adolescente está internado

Redação Correio 24h

O adolescente que teve a testa marcada com a frase "eu sou ladrão e vacilão" foi submetido à primeira sessão de remoção da tatuagem.  De acordo com a clínica de recuperação em que ele está internado para o tratamento contra o vício de crack e álcool, o procedimento foi realizado na unidade, localizada em Mariporã, na Grande São Paulo,  na tarde deste sábado (24).


Ronildo Moreira de Araujo, de 29 anos, e Maycon Wesley Carvalho dos Reis, de 27, responsáveis por tatuar a frase, acusaram o garoto de roubar uma bicicleta de um homem sem perna. O jovem negou ter cometido qualquer furto. A dupla foi presa em flagrante na madrugada do dia 10 de junho, em São Bernardo do Campo, depois de um vídeo gravado por eles viralizar na internet.

De posse do vídeo, os familiares foram até o 3º Distrito Policial de São Bernardo do Campo para tentar localizar o jovem. A família disse à polícia que o adolescente é usuário de drogas e não estaria bem mentalmente.

O caso comoveu a internet e no fim de semana em que o garoto foi encontrado uma campanha de financiamento coletivo na internet conseguiu arrecadar R$ 15 mil. A verba ajudou nos custos do processo judicial contra o torturador e nos cuidados psicológicos, além no tratamento contra a dependência química do garoto.

Maycon e Ronildo foram indiciados por tortura, mas o Ministério Público (MP) não concordou com a investigação policial e denunciou os dois à Justiça pelos crimes de constrangimento ilegal, lesão corporal e ameaça. As defesas dos dois acusados deverá pedir a liberdade deles para que respondam soltos pelo que fizeram.