Brasil

Advogado de Najila afirma que pode deixar caso se ela não mostre o vídeo na íntegra

Em depoimento realizado nesta sexta (7), baiana afirmou que o tablet onde estava a gravação foi furtado em seu apartamento

Redação iBahia (redacao@portaliabahia.com.br)
- Atualizada em

O advogado de Najila Trindade, baiana natural de Dário Meira (BA) que acusa Neymar de agressão e estupro, disse que pode deixar o caso se ela não mostrar o vídeo na íntegra. Danilo Garcia conversou, por telefone, com o G1 São Paulo neste sábado (8). 

Foto: Reprodução/TV Globo
Em depoimento à polícia, realizado nesta sexta-feira (7), a mulher disse que o vídeo de sete minutos estava em um tablet que foi furtado em seu apartamento.

De acordo com o G1, os policiais forma até a residência da modelo, analisaram a porta da apartamento e encontraram apenas as digitais dela e da empresa.

À polícia, a baiana disse que não registrou a invasão ao apartamento pois não sabia o que tinha sido levado. Segundo ela, ela percebeu a falta do tablet, de um relógio e de uma quantia de dinheiro que estava na bolsa.

Até o momento, só vou divulgado um trecho de um minuto do vídeo de Najila com Neymar. Nesta gravação, a modelo dá tapas no atacante. Segundo ela, nos outros minutos seguintes da gravação haveriam elementos que comprovariam a agressão e o estupro que, segundo ela, ocorreram no dia anterior.

Ao G1, o advogado de Najila afirmou ainda que a cliente disse a ele que as provas estariam guardadas em um cofre, mas até o momento ele não teve acesso ao material.

Durante o depoimento à polícia, Najila apresentou duas versões do encontro: na primeira, ela disse que toda a conversa foi gravada. Depois, ela mudou a versão e afirmou que desligou o celular com medo de Neymar perceber que estava sendo gravado.

Após ser ouvida durante seis horas pela polícia, a baiana passou mal e deixou a delegacia carregada pelo advogado. A defesa de Neymar disse que o atacante deve ser ouvido na próxima semana.