Brasil

Alpinista morre ao ser atingido por pedra na cabeça durante rapel

Amigo do empresário ficou preso a uma altura de 200 metros

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

O empresário e alpinista Lucas de Zorzi, de 39 anos, morreu neste domingo (11), após ser atingido por uma pedra na cabeça durante o percurso que fazia de rapel no Cânion Espraiado, em Urubici, na Serra de Santa Catarina. 

De acordo com o site Correio, o amigo do empresário, Diego Braga, de 31 anos, ficou preso a uma altura de 200 metros e foi resgatado com ferimentos leves por bombeiros em uma operação que durou mais de 6 horas.

O acidente ocorreu  por volta das 10h, quando um deslizamento de uma pedra que atingiu Zorzi na cabeça e o deixou inconsciente. O colega conseguiu usar o celular para pedir socorro.

Equipes do Batalhão de Aviação da Polícia Militar conseguiram resgatar Lucas, que foi encaminhado ao Hospital Nossa Senhora do Prazeres, mas não resistiu aos ferimentos e faleceu. 

Lucas foi campeão brasileiro de wingsuit artístico entre 2015 e 2017, e recordista Sul e Latino Americano da modalidade. Ele era diretor de uma empresa de equipamentos para indústria madeireira. Lucas praticava ainda snowboard, paraquedismo e skydive. Ele deixa um filho e mulher.