Brasil

Anvisa suspende lote de extrato de tomate com pelo de rato

A empresa ainda não se manifestou sobre a suspensão do lote

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

Um lote de extrato de tomate foi suspenso nesta sexta-feira (5) pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) após identificar "fragmentos de pelo de roedor".  A medida vale por 90 dias e devem ser recolhidas.  Segundo o órgão fica proibida a comercialização do lote 29 h1 do Extrato de Tomate Bonare, fabricada pela empresa Goiás Verde Alimentos. O lote apresentou resultado insatisfatório em análise, devido à presença de "matéria estranha indicativa de risco à saúde". No material também foi encontrado um teor acima do limite de tolerância estabelecido, que é de uma grama a cada 100 gramas, de acordo com a Anvisa que não informou a quantidade certa.


A empresa ainda não se manifestou sobre a suspensão do lote.