Brasil

Anvisa suspende venda de cinco produtos por erros em rotulagem, registro e formulação

Agência recomenda consumidores a interromper uso e procurar fabricantes

Agência O Globo
Problemas de rotulagem e com o registros e fórmula diferente da notificada foram os motivos que levaram a suspensão da distribuição e venda de cinco produtos pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).
A Máscara Reconstrutora Botox Capilar Fattore foi suspensa porque a fórmula apresentada na embalagem é diferente da que foi informada pela empresa Fattore Indústria de Cosméticos Ltda., fabricante do produto.
Já Dderma Dermadere Spray – Dderma, fabricado pela empresa Bandeira & Cavalcanti Indústria de Cosméticos Ltda., foi suspenso por não atender à definição de cosméticos ou de produtos para higiene da agência reguladora.
A Máscara de Realinhamento Royal Look Olenka, por sua vez, foi proibida. A fabricante Giudt Cosméticos Ltda. notificou à Anvisa que o produto seria usado como alisante, mas a legislação exige a apresentação de um processo de registro para esse tipo de cosmético, o que não foi feito pela empresa.
O lote 75151908 do Álcool Gel 70 Tupi, fabricado pela Callamarys, foi suspenso após ser reprovado na análise de rotulagem. Mesmo problema que levou a Anvisa a proibir a venda do lote 220540 do Repelente Exposis Gel, fabricado pela Universal Chemical Ltda.
A Anvisa orienta aos consumidores que tiverem esses produtos em casa que interrompam o uso e que entrem em contato direto com o fabricante.