Brasil

Após Criciúma, quadrilha faz reféns e assalta bancos em Cametá (PA); uma pessoa foi morta

Ação criminosa é parecida com a que ocorreu em Criciúma (SC) nesta terça-feira (1º); veja vídeos

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

Um quadrilha tomou as ruas da cidade de Cametá (PA), fez reféns e assaltou os bancos na madrugada desta quarta-feira (2). Moradores relataram os momentos de terror nas redes sociais. Alessandro de Jesus Lopes foi morto pelos assaltantes após ser feito de refém. As informações são do G1 Pará.

A ação é semelhante ao que ocorreu em Criciúma (SC) na madrugada desta terça-feira (1º). Onde uma quadrilha usou reféns como escudo humano na cidade e assaltou uma agência bancária.

Os suspeitos capturaram as pessoas que estavam em bares, atiraram para cima e usaram armas de alto calibre e explosivos. O quartel da polícia militar foi atacado logo no início da ação, o que impediu a saída dos policiais militares.

"Muita gente estava assistindo ao jogo, os bares estavam lotados", diz Márcio Mendes, morador da cidade, em entrevista a GloboNews. "Renderam as pessoas e levaram para frente da base da Polícia Militar."


Ao G1, a PM informou que os suspeitos fugiram em carros e barcos (a cidade fica às margens do Rio Tocantins). Ao menos dois bancos foram roubados e ainda não se sabe a quantia que foi levada, qual é o tamanho da quadrilha e se alguém foi preso.

O governador do Pará, Helder Barbalho (MDB), afirmou que está acompanhando o caso. "Já estou em contato com a cúpula da segurança pública do Estado acompanhando as providências que estão sendo tomadas neste episódio, no município de Cametá. Não mediremos esforços para que o quanto antes seja retomada a tranquilidade e os criminosos sejam presos. Minha total solidariedade ao povo cametaense", escreveu o governador.

Veja vídeos: