Brasil

Após denúncia de estupro, Felipe Prior tem julgamento marcado, diz colunista

Tribunal de Justiça de São Paulo afirmou que o processo corre em segredo na justiça

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em


O Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP) acatou uma das acusações de estupro contra o ex-BBB Felipe Prior. Foi determinado que o julgamento aconteça dia 10 de maio de 2021. As informações são da colunista Monica Bergamo, da 'Folha de São Paulo'.

"Verifico que as provas que instruem a denúncia demonstram a materialidade do crime e suficientes indícios a atribuir autoria. Não é caso de rejeição liminar, portanto, recebo a denúncia", declarou o juiz Luis Guilherme Angeli Feichtenberger sobre a decisão. À Revista QUEM, o TJSP afirmou que o processo corre em segredo na justiça.



Em abril de 2020, uma reportagem da revista 'Marie Claire', tornou pública a informação que o arquiteto é alvo de duas denúncias de estupro e uma tentativa de abuso sexual. Os crimes teriam acontecido em 2014, 2016 e 2018, mas as vítimas não registraram  boletim de ocorrência na época.

Em agosto de 2020, a 1ª Delegacia de Defesa da Mulher de São Paulo terminou o inquérito e pediu o arquivamento do caso. No entanto, o Ministério Público de São Paulo apresentou denúncia no mesmo mês. Nas redes sociais, o ex-BBB afirmou que é inocente.