Brasil

Após ser velada durante 8 horas, idosa é levada de volta para hospital

Familiares da idosa perceberam que ela ainda estava viva e chamaram um médico

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

Uma idosa foi velada por oito horas sem ter morrido. O caso aconteceu nessa terça-feira (20), na Região da Campanha do Rio Grande do Sul.  De acordo com informações do delegado Luis Eduardo Benites ao G1 Rio Grande do Sul, um inquérito policial foi instaurado para investigar o caso.

Após os familiares perceberem que ela estava viva, um médico foi chamado ao local e a idosa foi levada de volta ao hospital em Bagé.

"Familiares dizem que ela estava viva, aí um médico foi chamado. Depois eles vieram e registraram um boletim de ocorrência. Os depoimentos vão ser tomados a partir de hoje [quarta]. Vamos ouvir familiares, possíveis testemunhas, pessoal do hospital, tudo tem que ser apurado", contou o delegado ao G1 RS.

Foto: reprodução / Bom Dia Rio Grande
Conforme a Santa Casa de Caridade de Bagé ao G1 RS, a morte da paciente foi constatada por volta das 0h30 de terça.

"Pela manhã, ainda durante o velório, um familiar ficou em dúvida se a idosa estaria sem vida. A presença do médico assistente foi solicitada e o mesmo compareceu prontamente ao local, e confirmou o óbito. Com o objetivo de acalmar e confortar os familiares ofereceu a remoção da idosa novamente ao hospital para utilizar equipamentos que confirmaram a ausência de vida na presença de outros profissionais da saúde e familiares", explica a nota do hospital.

A unidade de saúde também informou que "está à disposição das autoridades competentes para esclarecimento".