Brasil

Atriz Hilda Rebello, mãe de Jorge Fernando, morre aos 95 anos

Artista faleceu dois meses após a morte do filho; ela estava há uma semana internada para tratar uma infecção respiratória

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

A atriz Hilda Rebello, mãe do diretor Jorge Fernando, morreu neste domingo (29), no Rio de Janeiro (RJ). A artista faleceu dois meses após o filho que morreu em outubro após uma parada cardíaca. Ela estava há uma semana internada no CTI do Hospital Pró-cardíaco, em Botafogo, Zona Sul da cidade. A morte foi confirmada pela família da atriz através de rede social e pelo hospital. As informações são do portal G1 Rio de Janeiro. 

Ainda segundo o G1, o velório está marcado para esta segunda-feira (30), a partir das 10h, no crematório da Penitência, no bairro do Caju, no Rio de Janeiro. A cerimônia de cremação está marcada para as 15h30. 

Foto: Reprodução/Instagram

Hilda Rebello estava internada por conta do tratamento de uma infecção respiratória e o hospital explicou, em nota, que a morte ocorreu em decorrência de complicações associadas a esse quadro.

Como conta o G1, Hilda foi parceira do filho em diferentes produções ao longo de mais de 30 anos de atuação. Porém sua carreira começou tarde e por insistência de Jorge Fernando.

Ela era professora de corte e costura quando entrou, aos 62 anos, no curso do Teatro Tablado, um dos mais tradicionais do Rio. Seis anos depois, fez sua estreia na peça "Uma historia de boto vermelho" - o que lhe fez entrar para o Guiness, o Livro dos Recordes, como a mais idosa a estrear em palcos, em 1994.

Seu primeiro trabalho na TV Globo foi na novela "Que Rei Sou Eu?", interpretando a personagem Ama Zefa. O mais recente foi em "Haja Coração", em 2016. 

Hilda também fez o papel da avó do Menino Maluquinho na versão para o cinema, em 1994.