Brasil

Auxiliar de dentista que ficou cega receberá pensão até os 75 anos

Funcionária de 27 anos sofreu o acidente poucos meses após a contratação, ocorrida em julho de 2010

Agência O Globo

Uma auxiliar de dentista que ficou cega do olho esquerdo ao ser atingida por material químico utilizado na revelação de um raio x receberá pensão mensal integral até que complete 75 anos de idade. O caso aconteceu na Paraíba e a condenação do patrão foi imposta pela Sétima Turma do Tribunal Superior do Trabalho. Segundo a Justiça, ela ficou totalmente incapacitada para a atividade que desempenhava.

A auxiliar de dentista, de 27 anos, sofreu o acidente poucos meses após a contratação, ocorrida em julho de 2010. O fixador usado na revelação das radiografias respingou no seu olho e queimou a córnea. Na reclamação trabalhista, ela argumentou que o acidente de trabalho poderia ter sido evitado se a empregadora tivesse fornecido equipamentos de proteção, como óculos.

A empregadora deveria, por isso, pagar pensão mensal integral no valor equivalente ao salário que a auxiliar recebia desde o dia do acidente até a data que completar 75 anos. Mas, como a quantia será paga em parcela única, na prática, a Justiça reduziu em 30% o montante.