Brasil

Avaliado em R$ 18 milhões, iate de Eike Batista não atrai compradores em leilão

Lance inicial para arrematar embarcação era de R$ 14,4 milhões

João Paulo Saconi, da Agência O Globo

Terminou sem nenhum comprador interessado o leilão do iate que pertencia ao empresário Eike Batista. O procedimento foi promovido sob o juízo da 7ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro, responsável pelo desdobramento da Operação Lava-Jato no estado. A embarcação, avaliada em R$ 18 milhões, que tem quatro quartos — sendo duas suítes — e até uma sauna, foi colocada à venda com um lance mínimo de R$ 14,4 milhões. O produto estava disponível para arremate desde às 13h.


A ordem para que a embarcação fosse a leilão foi do juiz federal Marcelo Bretas. Em julho deste ano, o magistrado condenou o empresário a 30 anos de prisão e ao pagamento de uma multa de R$ 53 milhões. 

Além dos quartos, um possível comprador do iate da marca italiana Pershing S.p.A também poderia desfrutar de um closet, uma cozinha e de um espaço onde podem ser guardados dois jet skis. Como o iate não recebeu lances no primeiro certame, um segundo leilão será realizado no dia 18 de dezembro, também às 13h.