Brasil

Avianca Brasil vai cancelar 179 voos até quarta-feira

Anac determinou ainda a suspensão imediata da venda de passagens dos voos da Avianca que serão afetados pelo cancelamento de matrícula dos 10 aviões

Agência OGlobo
A Avianca Brasil não conseguiu reverter na Justiça os pedidos de confisco de dez aeronaves por parte dos credores, que cobram R$ 1 bilhão em aluguéis atrasados. Com isso, a expectativa é de que os aviões sejam retirados da frota da companhia até domingo.
Às 18h desta sexta-feira, a Agência Nacional da Aviação Civil (Anac) anunciou que vai descredenciar a matrícula das dez aeronaves a pedido da proprietária, a arrendadora de aeronaves Constitution Aircraft, da Irlanda. De acordo com a agência, uma aeronave já foi devolvida. Outras três devem ser devolvidas ainda nesta sexta. Outras três no sábado e o restante no domingo.
A Anac determinou ainda a suspensão imediata da venda de passagens dos voos da Avianca que serão afetados pelo cancelamento de matrícula dos 10 aviões. Em nota, a agência informou que tomou a medida após ter sido comunicada sobre decisão judicial favorável à arrendadora de aeronaves Constitution Aircraft Leasing.
A devolução das aeronaves começou nesta sexta feira e vai durar até o domingo. Na nota, a Anac informa que mantém a fiscalização da atuação da empresa sobre a prestação da assistência aos passageiros prejudicados. A agência diz ainda que está em contato com diversos órgãos de defesa do consumidor.
“A Avianca Brasil deverá, ainda, divulgar amplamente os voos alterados e cancelados, comunicar previamente os passageiros para evitar que se desloquem ao aeroporto inadvertidamente e oferecer as alternativas de reembolso, reacomodação em outro voo ou execução do serviço por outra modalidade de transporte”, diz a nota.
A Anac ressalta que "mantém a fiscalização da atuação da empresa diante dos passageiros e segue acompanhando a execução das ações para a readequação da malha aérea e a manutenção da segurança das operações, além de determinar a interrupção das vendas dos voos impactados. A Agência também está em contato com a Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon) e outros órgãos do Sistema Nacional de Defesa do Consumidor (SNDC)" para minimizar os transtornos.
De acordo com fontes da companhia, a frota em operação hoje na Avianca, de 35 aviões, deve cair a 26 na segunda.
Diante da situação, a companhia anunciou o cancelamento de 179 voos até a próxima quarta-feira (17/4). Destes, 26 são neste fim de semana.
Em nota, a companhia informa que os passageiros de voos afetados podem solicitar reembolso em: www.avianca.com.br/reembolso. A assessoria informa ainda que o passageiro que desejar pode ser reacomodado em outros voos da própria Avianca ou de concorrentes. A orientação é que ele entre em contato com companhia.