Brasil

Bandidos desenham símbolo de facção com sangue de vítimas após assassinatos em Natal

Vítimas foram mortas com mais de 50 tiros

Redação do Correio 24 Horas
- Atualizada em
Três pessoas foram mortas com mais de 50 tiros na noite de domingo (13) em Natal, no Rio Grande do Norte. Segundo informações da Polícia Militar, os assassinos utilizaram o sangue das vítimas para desenhar a sigla da facção criminosa na parede de uma casa.  De acordo com a reportagem do 'G1', o crime aconteceu por volta das 22h30, em uma comunidade conhecida como África.

Segundo a PM, a sigla desenhada pelos bandidos faz alusão a uma facção que atua dentro e fora dos presídios no Rio Grande do Norte. Dentre as vítimas do crime, estava um adolescente de 16 anos. Os outros dois mortos foram identificados como Lucinaldo da Fonseca Nascimento, de 27 anos, e Alexandro Silva do Nascimento, 23. "Eles são suspeitos de participação nos arrastões que estavam acontecendo nas casas de praia da Redinha", informou um tenente da PM ao 'G1'. 
Correio24horas