Brasil

Bebel pede na Justiça que João Gilberto seja internado à força

Aos 86 anos e com saúde frágil, cantor vive no centro de uma briga familiar

Lauro Jardim, da Agência O Globo

Bebel Gilberto pediu à Justiça a internação à força do pai, João Gilberto, de 86 anos. Para isso, requereu ainda que a porta do apartamento em que o criador da Bossa Nova vive no Leblon seja arrombada. O pedido foi feito pela advogada de Bebel, Simone Kamenetz, ao juiz Renato Lima Charnaux Sertã, da 5a Vara de Órfãos e Sucessões do Rio de Janeiro.

Foto: Beti Niemeyer/Divulgação
Sertã decidiu que, antes de avaliar pelo arrombamento das portas, Bebel deverá "indicar um médico de confiança para acompanhamento da diligência, zelando-se assim pela integridade física" de João.

Determinou também que Bebel deve "esclarecer quais as providências que serão adotadas caso haja necessidade da imediata remoção" de João do apartamento para um hospital. O juiz exigiu ainda que a filha do cantor acompanhe o procedimento pessoalmente. Detalhista, Sertã mandou que Bebel indicasse " um profissional do ramo da engenharia, habilitado a providenciar, no ato da diligência, o reparo da porta, com troca das fechaduras, se necessário".

Este é mais um capítulo do drama em que vive o criador da Bossa Nova. Aos 86 anos e com saúde frágil, João vive no centro de uma briga familiar que opõe os irmãos Bebel Gilberto e João Marcello, de um lado; e, de outro, Claudia Faissol, mãe de Luiza, a filha mais nova do cantor.

Em novembro, Bebel conseguiu na Justiça interditar o pai e, assim, poder pode decidir por ele sobre assinaturas de contratos e movimentações financeiras. A curatela, no entanto, era priovisória e se esgotou em meados de março.

(Atualização, às 17h21: Em petição enviada em 22 de março passado por sua advogada, Bebel Gilberto afirmou ao juiz que estará presente no dia e no horário previamente agendado pela Justiça para cumprimento da diligência, além de ter médico e chaveiro profissionais habilitados.)