Brasil

Bebês prematuros do Amazonas podem ser transferidos para outros estados

Secretário de saúde do estado discute viabilidade com Ministério da Saúde

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

O secretário de Saúde do Amazonas discute com o Ministério da Saúde a transferência de bebês prematuros do estado para outros locais do Brasil. A informação foi dada pelo próprio secretário, Marcellus Campêlo, ao jornal O Globo. 

A reunião com essa possibilidade aconteceu na manhã desta sexta-feira (15) e contou com a presença também do presidente do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e secretário de saúde do Maranhão, Carlos Lula. O pedido foi feito por causa da falta de oxigênio nos hospitais de Manaus, que afetou o tratamento de pacientes com covid-19.

Pelo menos 60 bebês serão transferidos para outros estados, segundo a CNN Brasil. Em entrevista coletiva, o governador de São Paulo, João Dória, disse que o estado vai receber esses bebês. A situação já estaria sendo viabilizada com o secretário da saúde, Jean Gorinchteyn.