Brasil

Biel divulga vídeo de briga e afirma ter sido agredido pela esposa; assista

Cantor disse que levou 13 pontos na testa após Duda ter jogado um copo no rosto dele

Redação do Correio 24 Horas

O cantor Biel, que atualmente mora nos EUA, foi acusado de agredir fisicamente e moralmente a mulher, a modelo Duda Castro, 26 anos. Os dois ainda são oficialmente casados, mas terminaram a relação em março deste ano. No domingo de Páscoa, a briga aconteceu na casa em que os dois moravam, em Los Angeles. Depois que a esposa o acusou, Biel usou as redes sociais para afirmar que Duda não aceita o final do relacionamento e que na verdade ela o agrediu e também atacou sua irmã. O caso vai à justiça americana em 26 de abril.

Biel e Duda brigaram e um acusa o outro de agressão

Biel postou nas redes sociais um vídeo em que Duda aparentemente joga um copo nele, que teve que levar 13 pontos na testa. Duda alega que agiu em legítima defesa. Ela afirma, através da assessoria de imprensa que desmaiou durante a briga e foi atacada pela irmã de Biel, Giovanna. Já o cantor diz que a modelo partiu para cima de sua irmã ao perceber que ela tinha filmado o momento que Duda jogou um copo nele.

Com hematomas no corpo, Duda foi presa. Ela disse ao Fofocalizando, do SBT, que foi tudo "um plano arquitetado por Biel e os amigos", inclusive com a gravação da cena. Ela afirma ainda que o cantor está preocupado em ter que deixar os EUA, já que pode perder o green card com a separação, segundo Duda.  "Ele me conquistou aos poucos, mas veio morar comigo nos Estados Unidos no segundo mês de namoro, quando sua equipe sugeriu que ele sumisse, por conta dos escândalos de assédio que ele vivia no Brasil. Logo em seguida me pediu em casamento para se legalizar nos Estados Unidos, fato assumido por ele no último mês do matrimônio. Sofri nos últimos 7 meses tudo quando foi tipo de violência verbal, sexual e psicológica", disse durante o programa.

Fotos de Biel e Duda, após supostas agressões

A modelo continuou o desabafo. "Ele me abandonou diversas vezes, me traiu, me afastou dos meus amigos, me manteve dormindo no chão de casa nos últimos meses e, muitas vezes, sem comida. Sofri muita humilhação. Me chamava de esposa e dizia para os outros que estávamos separados. Me prendia do lado de fora de casa enquanto estava na balada com outras mulheres. Fui ao meu limite na Páscoa e acabei tendo uma terrível briga com ele. Estou destruída e pesando 45 quilos. Só quero minha alegria de viver de volta", conta.

Duda também acusa Biel de maus tratos ao animais. Ela afirma que as duas gatas que o casal tinha ficaram cinco dias trancadas em casa sem comida nem bebida. A modelo e a mãe, ao saberem do fato, chamaram o órgão de controle animal dos EUA para resgatar os animais, que segundo ela foram achados famintos e com sede.

Biel nega

Depois de a reportagem ser exibida no Brasil, Biel fez vários vídeos dando sua versão dos fatos. "Acabei de acordar e estou vendo tumulto, gente que não sabe o que está falando. Eu não quero mais esse assunto na minha vida. Estou com cicatriz no meu rosto porque semana passada eu recebi 13 pontos porque a Eduarda não quis aceitar nosso processo de divórcio, não ajudou, não está ajudando até agora, está sumida, não assina os papéis que tem que assinar. E não contente ela fez isso aqui. Você não faz isso com uma pessoa", disse ele. Logo depois ele mostrou um vídeo com parte da briga. Duda aparece gritando e jogando alo nele. Em inglês, ela o acusa aos berros. "Eu paguei tudo pra você, fiz tudo para você ficar aqui, fiz tudo, seu filho da p...", afirma.

"É forte. O vidro quebrou na minha cara. Se eu tenho andado mais desaparecido que o normal é porque desde que voltei com meu visto de trabalho do Brasil a Duda tem agido insanamente. Ela está desesperada, fazendo o que resta a ela, que é botar a boca no trombone, é a última maneira de chamar a atenção", garante o cantor.

Ele afirma ainda que Duda foi presa e que ele obteve uma ordem de restrição contra ela. "Depois que ela jogou o vidro, viu que estava filmando, ela foi para cima da minha irmã, brigou, rolou no chão com ela. Minha irmã teve que abrir mão da estadia aqui e voltar para o Brasil. E vi a Eduarda sair de casa com algemas, ficou 24 horas na delegacia e ela tem uma ordem de restrição e não pode chegar perto de mim em 5 anos. Eu queria poder falar com ela, resolver tudo, mas não sei se quero falar com uma pessoa que fez isso comigo. Eduarda, para porque eu não queria vir aqui fazer isso, mas eu não quero você tentando acabar com a minha vida. Vai viver sua vida, por favor. Vamos ser feliz. Minha vida virou do avesso, saí da casa onde eu estava, não tive o que fazer", diz.