Brasil

Bolsonaro anuncia decreto para 'facilitar a vida' de colecionadores de armas

Sem entrar em detalhes sobre a medida, o presidente também afirmou que irá apresentar um projeto de lei sobre o assunto

Agência O Globo

 O presidente Jair Bolsonaro anunciou, na quinta-feira (12), que irá editar um decreto, na próxima semana, “para facilitar a vida” de colecionadores de armas, atiradores e caçadores , conhecidos pela sigla CAC . Sem entrar em detalhes sobre a medida, o presidente também afirmou que irá apresentar um projeto de lei sobre o assunto.

 — Vai dar o que falar também. Está prontinho um decreto sobre os CAC, que é o colecionador, atirador e caçador. Ouvimos gente na ponta da linha, essas pessoas, ouvimos gente do Exército, Polícia Federal. Lógico que houve conflitos em alguns casos, mas democraticamente eu decidi por vocês. O decreto deve sair semana que vem — disse o presidente.

 Bolsonaro falou sobre o tema em uma transmissão ao vivo em sua rede social. Ele lembrou que, logo no início do governo, assinou um decreto facilitando a posse de armas de fogo. Depois desse decreto, o Ministério da Defesa elaborou um documento no qual alerta a categoria a de caçadores, atiradores e colecionadores que o acervo bélico deles se destina somente a essas atividades e continua sendo proibido usá-lo para defesa pessoal.

— Nós vamos convidar os parlamentares da segurança pública para a gente mostrar para eles e assinar esse decreto que vai facilitar, e muito, a vida, desses colecionadores, atiradores e caçadores. Outros decretos sobre isso virão. E pretendemos apresentar um projeto de lei, ouvindo o deputado Peninha — afirmou Bolsonaro.

O deputado Peninha (MDB-SC) é autor de um projeto de lei que revoga o Estatuto do Desarmamento e altera a legislação sobre armas e munições no Brasil, flexibilizando as normas em vigor.