Brasil

Bolsonaro diz não ter pressa para nomear Regina Duarte

Presidente reclamou de críticas de José de Abreu contra atriz: 'Na política, você tem que ter um pouco de maldade'

Daniel Gullino, da Agência O Globo
O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta terça-feira que "não tem pressa" para nomear a atriz Regina Duarte como secretária de Cultura porque "se fizer correndo não dá certo". Bolsonaro explicou que ela ainda precisa fazer acertos com a TV Globo. O presidente ainda disse que é preciso ter "um pouco de maldade" na política, porque ela é como um "liquidificador".
— Ela tem um acerto com a Globo ainda. A gente está conversando, não tem pressa, não. Se fizer correndo as coisas, não dá certo. Quero o bem dela, é uma pessoa que tem um coração muito grande. Na política você tem que ter um pouco de maldade. Entrou na política, entrou num liquidificador, no caldeirão — disse Bolsonaro, na saída do Palácio da Alvorada.
Bolsonaro também reclamou do ator José de Abreu, que vem criticando Regina, e disse que ele está "massacrando" a atriz por ter aceitado seu convite. — Tem um ator aí batendo nela, falando palavras impronunciáveis. E não vi ninguém, das feministas, essa esquerda festiva que nós temos, falando nada. Está massacrando uma senhora que tem um passado aí que nos orgulha a todos.
Depois de dias "noivando" com o governo, Regina Duarte aceitou na semana passada o convite feito por Bolsonaro para assumir a Secretaria Especial da Cultura. O "sim" foi dito numa reunião da atriz no Palácio do Planalto com Bolsonaro e Marcelo Álvaro Antonio, ministro do Turismo, a quem a pasta da Cultura está vinculada.