Brasil

Bolsonaro diz que o enem pode atrasar 'um pouco' este ano

Provas serão aplicadas nos dias 1º e 8 de novembro

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br )
- Atualizada em

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta quarta-feira (13) que a aplicação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) por ser adiado 'um pouco', mas que deve ser feito ainda neste ano. De acordo com o site Correio, mesmo com a pandemia coronavírus, as provas não sofrerem alteração e serão feitas nos dias 1º e 8 de novembro.

"Estou conversando com o (Abraham) Weintraub (ministro da Educação). Se for o caso atrasa um pouco, mas tem que ser aplicado esse ano", disse Bolsonaro em entrevista coletiva na portaria do Palácio Alvorada nesta manhã.

Segundo ainda o site Correio, entidades civis e parlamentares têm se pronunciado sobre o adiamento das provas, alegando que os alunos de baixa renda seriam os mais prejudicados por não terem acesso a aulas online, como muitos colégios particulares adotaram.

Em abril, uma decisão da Justiça Federal de São Paulo determinou que o Ministério da Educação mudasse o calendário do exame em razão das restrições impostas pela pandemia. Porém, Weintraub, tem resistido e não admite mudanças no calendário de aplicação das provas.