Brasil

Bolsonaro recomenda que amigos não o visitem até sair resultado de teste de coronavírus

Presidente fez exame após secretário de Comunicação da Presidência da República, Fábio Wajngarten, ter sido diagnosticado com a doença

Naira Trindade , da Agência O Globo

O presidente Jair Bolsonaro recomendou que amigos não o visitem no Palácio da Alvorada até sair o resultado do exame do novo coronavírus ao qual se submeteu. Ele coletou sangue na manhã desta quinta-feira e ainda aguarda o resultado.

Bolsonaro ligou no final da tarde desta quinta-feira para o ex-deputado Alberto Fraga (DEM-DF) para cumprimentá-lo sobre o julgamento que o absolveu de uma condenação na Justiça do Distrito Federal e, durante a ligação, recomendou que Fraga não fosse ao Alvorada diante da suspeita de estar infectado com a doença.

Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil
— O presidente me ligou para me cumprimentar. Eu sugeri ir lá para dar um abraço nele, mas ele me recomendou não ir até o resultado do exame porque teme estar infectado — afirmou Fraga.

Bolsonaro fez o teste após uma recomendação médica porque o secretário de Comunicação da Presidência da República, Fábio Wajngaren, também foi diagnosticado com a doença. Além de Bolsonaro, todos os membros da comitiva presidencial também foram submetidos a testes.


 
Viajaram com Bolsonaro a primeira dama Michelle Bolsonaro, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) e quatro ministros: Ernesto Araújo, das Relações Exteriores; Augusto Heleno, do Gabinete de Segurança Institucional; Fernando Azevedo e Silva, da Defesa e Bento Albuquerque, de Minas e Energia.

O resultado do exame que dirá se o presidente foi ou não infectado está previsto para sexta-feira. Enquanto isso, Bolsonaro foi orientado a permanecer no Alvorada, sua residência oficial em Brasília. Segundo um dos filhos do presidente, o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), o pai não apresenta sintomas da doença.