Brasil

Briga por herança pode ter motivado mortes de mãe e filha

Crime teria sido praticado por dois homens, que invadiram a casa da família

Ana Carolina Torres e Diego Amorim, da Agência O Globo
- Atualizada em


Mãe e filha foram mortas a tiros em casa, na Rua Igaratá, em Marechal Hermes, na Zona Norte do Rio, na madrugada desta quarta-feira (24). Outras duas pessoas da mesma família foram feridas na mesma ocasião. As vítimas fatais são Luciana Almeida da Silva, de 35 anos, e Lindsay de Almeida Reis, de 16.

Foto: Reprodução/Redes Sociais

Os feridos são Wladimir Dativo dos Santos, de 41 anos, marido de Luciana, e o filho caçula do casal, de 7. Wladimir está no Hospital estadual Albert Schweitzer, em Realengo, na Zona Oeste, e seu estado de saúde é estável. Já a criança se encontra no Hospital municipal Pedro II, em Santa Cruz, também na Zona Oeste. Atingido na cabeça, o menino está e estado gravíssimo, informou a Secretaria municipal de Saúde.

O crime teria sido praticado por dois homens, que invadiram a casa da família. Policiais do 9º BPM (Rocha Miranda) estiveram no local e ouviram relatos de testemunhas que apontaram uma briga por uma divisão de bens como a motivação do crime.

As investigações do crime ficarão a cargo da Delegacia de Homicídios da Capital (DHC). Em nota, a Polícia Civil informou que foi um instaurado inquérito policial para apurar as circunstâncias do crime. "A perícia foi realizada no local e agentes realizam diligências em busca de imagens e informações", disse ainda o informe.

O terreno em que fica a casa onde a família foi atacada tem outras quatro residências. De acordo com relatos de vizinhos, cerca de 20 pessoas da mesma família moram no local.
Foto: Reprodução/Redes Sociais

Vizinha viu socorro
Uma vizinha que não quis se identificar conta que acordou com os barulhos dos tiros. Assustada, ela não conseguiu mais dormir e conta que viu o momento em que Luciana, Wladimir e Wictor foram socorridos na calçada da Rua Igaratá — a mulher chegou a ser levada para o Hospital estadual Carlos Chagas, onde chegou morta.

"Ela ficou agonizando na calçada, foi triste. A família tinha muitos amigos aqui na rua, esse crime deixou todos muito abalados", disse.

Outra vizinha conta que a neta era amiga de Lindsay, que as duas estudaram juntas há alguns anos. Segundo a mulher, há cerca de dois meses as meninas foram passear no Parque de Madureira, e Lindsay deixou uma mochila na casa da amiga:

"Minha neta vai ficar muito abalada, elas eram amigas. Não sei nem como vou contar a ela."

Lindsay era aluna do 9° ano do ensino fundamental na Escola municipal Irineu Marinho, em Marechal Hermes, assim como o irmão, que estuda no 3° ano do ensino fundamental.