Brasil

Cachorro tinha marcas de ferimento, diz jovem que salvou criança

Patrick do Céu salvou o pequeno João Pedro de ataque de pitbull na última quinta-feira (19)

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

Após salvar o pequeno João Pedro do ataque de um cachorro na última quinta-feira (19), Patrick do Céu fez questão de tirar a culpa do animal. Em entrevista ao G1, o homem contou que o animal apresentava sinais de ferimentos e, por isso, ele não tem culpa. “Nenhuma raiva. O cachorro é inocente. É igual uma criança”, disse o rapaz.

Patrick contou ao G1 que o animal apareceu na rua na última quarta-feira (18). O próprio rapaz chegou a dar água e comida para o bichano. Ele diz não se sentir herói pelo que fez, e que apenas pensou na filha para resgatar o menino. “Eu imaginei a minha filha no chão. Quando eu vi aquilo, eu coloquei na minha cabeça que era a minha filha e eu tinha que salvar”, disse ao G1.



Com mãos e pernas machucadas, Patrick perdeu também o celular na confusão. Já João Pedro ficou com o olho inchado e levou pontos no pescoço. “O corte foi bem profundo. Na hora que o médico abriu para lavar, dava para enfiar a primeira parte do dedo. Foi por muito pouco”, disse ao G1 a mãe do garoto.
Foto: Reprodução/TV Globo

Segundo o G1, os dois passaram meia hora no teto do carro à espera de ajuda.

A babá do menino, que também aparece no vídeo, contou que o animal ficou agressivo ao ver crianças brincando de patinete. Ela está com o braço quebrado por causa da confusão. “O barulho do patinete estava incomodando (o pitbull). Mas aí ele me pegou por trás e me derrubou”, explicou ela ao G1.

O cachorro foi levado para o Instituto de Medicina Veterinária Jorge Vaitsman, em São Cristóvão (RJ), segundo o G1. Ele deve ficar no local por dez dias em observação. Não há nenhum tipo de identificação do dono do pitbull.