Brasil

Caixa e Banco do Brasil liberam os últimos abonos salariais do PIS/Pasep 2018/2019

Regra de depósito é o terceiro dia útil anterior ao início de cada período de pagamento

Agência O Globo

Nesta terça-feira, dia 12 de março, a Caixa Econômica Federal libera o abono salarial do PIS 2018/2019 (ano-calendário 2017) para os trabalhadores da iniciativa privada com direito ao benefício nascidos em maio e junho e que tenham contas-correntes ou cadernetas de poupança no banco. Na quinta-feira, dia 14, será a vez de liberar os pagamentos dos que não são clientes da instituição financeira.

No caso dos servidores ou dos funcionários de empresas públicas com direito ao Pasep, o pagamento do abono salarial também será feito no dia 14 para os que não são clientes do Banco do Brasil e têm inscrições terminadas em 8 e 9. Para aqueles que têm contas ou poupanças, o pagamento já foi efetuado. A regra de depósito é o terceiro dia útil anterior ao início de cada período de pagamento. Confira o calendário abaixo.

O dinheiro ficará disponível para retirada até 28 de junho deste ano. Se os recursos não forem sacados, retornarão ao Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT).


Como fazer a consulta

Para saber se tem algo a receber, o trabalhador pode consultar o aplicativo Caixa Trabalhador, acessar o site ou ligar para 0800-726-0207, informando o número do PIS.

No caso do Pasep, o servidor público fazer a consulta do valor a receber pela central de atendimento do Banco do Brasil (BB), nos seguintes telefones: 4004-0001 e 0800-729-0001.

Quem tem direito ao abono

Tem direito ao abono quem recebeu, em média, até dois salários mínimos mensais com registro formal e exerceu alguma atividade remunerada durante, pelo menos, 30 dias em 2017.

Também é preciso ainda estar inscrito no PIS/Pasep há, pelo menos, cinco anos e ter os dados atualizados pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (Rais) entregue ao Ministério do Trabalho.

Mas, se o trabalhador recebeu comissão ou horas extras e, com isso, a renda mensal ultrapassou dois pisos nacionais, o abono não é liberado (mesmo que o salário registrado em carteira seja menor).

Valor devido

O valor a receber é proporcional ao número de meses trabalhados no ano-calendário. Portanto, quem trabalhou durante um mês em 2017 vai receber 1/12 do salário mínimo (R$ 84), quem trabalhou dois meses receberá 2/12, e assim por diante. Só terá o valor integral do abono (R$ 998) quem trabalhou durante todo o ano-base (2017).

Valores a receber de acordo com o número de meses trabalhados

1 mês de trabalho - R$ 84

2 meses de trabalho - R$ 167

3 meses de trabalho - R$ 250

4 meses de trabalho - R$ 333

5 meses de trabalho - R$ 416

6 meses de trabalho - R$ 499

7 meses de trabalho - R$ 583

8 meses de trabalho - R$ 666

9 meses de trabalho - R$ 749

10 meses de trabalho - R$ 832

11 meses de trabalho - R$ 915

12 meses de trabalho - R$ 998

Calendário do abono salarial 2018/2019 (ano-base 2017)

PIS (data inicial de retirada nas agências)

Nascidos em julho - 26/07

Nascidos em agosto - 16/08

Nascidos em setembro - 13/09

Nascidos em outubro - 18/10

Nascidos em novembro - 20/11

Nascidos em dezembro - 13/12

Nascidos em janeiro - 17/01

Nascidos em fevereiro - 17/01

Nascidos em março - 21/02

Nascidos em abril - 21/02

Nascidos em maio - 14/03

Nascidos em junho - 14/03

PIS (para correntistas e poupadores)

Nascidos em julho - 24/07

Nascidos em agosto - 14/08

Nascidos em setembro - 11/09

Nascidos em outubro - 16/10

Nascidos em novembro - 13/11

Nascidos em dezembro - 11/12

Nascidos em janeiro - 15/01

Nascidos em fevereiro - 15/01

Nascidos em março - 19/02

Nascidos em abril - 19/02

Nascidos em maio - 12/03

Nascidos em junho - 12/03

Pasep

Inscrição 0 - 26/07

Inscrição 1 - 16/08

Inscrição 2 - 13/09

Inscrição 3 - 18/10

Inscrição 4 - 20/11

Inscrição 5 - 17/01

Inscrições 6 e 7 - 21/02

Inscrições 8 e 9 - 14/03