Brasil

Caminhoneiro que tentava convencer colega a aderir à greve leva tiro na cabeça

Ele teve alta do hospital, mas ficou com a bala alojada na cabeça

Bruno Dalvi, da Agência O Globo

Um caminhoneiro de 38 anos levou um tiro na cabeça na hora em que tentava convencer outros caminhoneiros a não seguir viagem e aderir ao movimento na BR 101, na cidade de Cariacica, na Grande Vitória (ES). Segundo a polícia, o tiro foi disparado por Fernando Braum, de 19 anos, que estava com o pai numa caminhonete.

A polícia contou que o rapaz ficou nervoso com a abordagem do caminhoneiro e disparou quatro vezes em direção aos manifestantes, mas um dos tiros acabou atingindo a cabeça do caminhoneiro.

"A gente estava pedindo aos agricultores para ajudar a gente na manifestação. Quando, de repente, apareceu um caminhão menor. Eu fui conversar com o motorista e ele efetuou o primeiro disparo. Eu corri para a frente do carro. Me abaixei. Quando levantei, ele me alvejou com um tiro", contou o caminhoneiro, que pediu para não ser identificado com medo de represália.

O crime aconteceu na noite deste domingo. Fernando Braum foi detido e vai responder por tentativa de homicídio. O caminhoneiro baleado já teve alta do hospital. Ele ficou com a bala alojada na cabeça.