Brasil

'Candida auris': Anvisa confirma novo caso de 'superfungo' no Brasil

Segundo a Anvisa, a confirmação representa o terceiro surto de Candida auris no país

Redação iBahia (redacao@ibahia.com )
- Atualizada em

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), confirmou na última terça-feira (11), um novo caso do "superfungo" Candida auris em Pernambuco. Segundo a Anvisa, a confirmação representa o terceiro surto de Candida auris no país. 

Os pacientes foram diagnosticados após serem internados no Hospital da Restauração, a maior unidade de saúde pública do estado de Pernambuco. 

A Secretaria Estadual de Saúde de Pernambuco informou que a suspeita inicial foi encontrada em um exame de urina, de um homem de 38 anos. O resultado da amostra foi encaminhado para o Laboratório Central de Saúde Pública da Bahia (Lacen-BA), que confirmou a presença do fungo na última segunda-feira (10). 

Segundo a Secretaria, outros dois casos suspeitos estão em investigação laboratorial: o de uma mulher de 70 anos e de um homem de 46 anos. Ambos deram entrada na unidade do hospital por outros motivos. 

As amostras dos pacientes foram enviadas ao Laboratório de Saúde de Pernambuco (Lacen - PE) e ao Lacen Bahia.

Superfungo 

O Candida auris é capaz de causa infecção na corrente sanguínea, provar feridas e é especialmente fatal em pacientes com comorbidades. 

A preocupação é com a capacidade em que o fungo fica impregnado no ambiente, podendo ser por semanas a meses, além de ser resistente a desinfecções de ambientes. 

Não se sabe a origem do Candida auris, mas ele foi identificado orginalmente em 2009, em países do continente asiático, como Coreia do Sul e Japão.  Desde então, já houve casos na Índia, África do Sul, Venezuela, Colômbia, Estados Unidos, Israel, Paquistão, Quênia, Kuwait, Reino Unido e Espanha. 

Medidas protetivas 

Segundo a Anvisa, medidas de precaução estão sendo adotas para prevenir controlar a possibilidade de surto. 

"É importante esclarecer que, apesar de no momento haver só um caso confirmado e outro em análise no Brasil, pode-se considerar que há um surto de Candida auris porque a definição epidemiológica de surto abrange não apenas uma grande quantidade de casos de doenças contagiosas ou de ordem sanitária, mas também o surgimento de um microrganismo novo na epidemiologia de um país ou até de um serviço de saúde – mesmo se for apenas um caso", diz o comunicado da Anvisa.

A força-tarefa nacional foi acionada e várias ações de vigilância foram intensificadas. Os laboratórios de referência – Lacens de Pernambuco e da Bahia estão apoiando as análises das amostras enviadas pelo laboratório do hospital.

Casos na Bahia em anos anteriores

O primeiro surto do fungo, no país, foi identificado na Bahia, em 2020. Cerca de 15 pacientes do Hospital da Bahia foram diagnosticados com a infecção. 

Em dezembro de 2021, a Anvisa também recebeu uma notificação de um hospital da rede pública de Salvador. A amostra de um paciente do sexo masculino foi analisada pela LACEN/BA, que confirmou a identificação do fungo.