Brasil

Cartazes de apologia do "orgulho branco" causam polêmica no Brasil

Cartazes têm mensagens contra o comunismo, de exaltação aos brancos e são assinados com o site de um grupo neonazista ucraniano

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

A publicação de cartazes de supremacia racial em Blumenau, em Santa Catarina, tem provocado polêmica e também a abertura de um inquérito policial. De acordo com o G1 Santa Catarina, são 10 cartazes em postes e pontos de ônibus de duas ruas no Centro da cidade. 

Cartazes foram colados em Blumenau (Foto: Jean Mazzonetto/NSC TV)

Ainda de acordo com o site, o caso está sendo investigado no mesmo inquérito instaurado para apurar ataques ao ativista e advogado Marco Antônio André, que teve cartazes racistas colocados em frente de casa na mesma cidade, no mês de setembro. 

“Tem a possibilidade de ser o mesmo grupo, por isso estamos investigando no mesmo inquérito. Os dois casos seriam o mesmo tipo penal, mas no caso do Marco foi mais racismo. Essa situação agora é apologia ao nazismo, com a suástica, com essa questão de hegemonia branca. Além de associação criminosa, se for o mesmo grupo”, disse  o delegado Lucas Gomes de Almeida, da 2ª Delegacia de Polícia da cidade.

Há mais de dez cartazes, segundo a Polícia de Blumenau

Os cartazes têm mensagens contra o comunismo, de exaltação aos brancos e são assinados com o site de um grupo neonazista ucraniano.

O prazo de conclusão do inquérito sobre os ataques ao advogado Marco André terminaria na quinta-feira (26), mas o delegado vai pedir prorrogação.