Brasil

Chega a 14 total de mortos em tentativa de assalto a bancos no Ceará

Cinco pessoas da mesma família, que estavam sendo feitas de reféns, morreram baleadas

Agência O Globo

A tentativa de assalto a duas agências bancárias no município de Milagres, no interior do Ceará, na madrugada desta sexta-feira, deixou 14 mortos, de acordo com informações da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do estado divulgadas no início da noite desta sexta-feira. Ao todo, foram mortos seis reféns e oito suspeitos. Entre os reféns mortos, há duas crianças e integrantes de duas famílias.

Foto: Reprodução/TV Globo
Bandidos tentaram roubar agências do Banco do Brasil e do Bradesco por volta de 2h no Centro da cidade, de pouco mais de 28 mil moradores, mas foram surpreendidos por policiais militares. Três homens foram presos em flagrante. Foram apreendidos pelos policais três armas, explosivos e quatro carros.

Os reféns mortos foram identificados por Vinícius de Souza Magalhães (14), natural de São Paulo (SP), e João Batista Campos Magalhães (49), natural de Serra Talhada (PE) – pai e filho; Gustavo Tenório dos Santos (13), natural Jabaquara (SP), Claudineide Campos de Souza Santos (41), natural de São José do Belomonte (PE), Cícero Tenório dos Santos (60), natural de Maceió (AL) – filho, mãe e pai; e Francisca Edneide da Cruz Santos (49), natural de Brejo Santo (CE).

De acordo com informações preliminares levantadas pela Polícia Civil, os assaltantes renderam pessoas que passavam pela BR 116 e levaram os reféns até os bancos. O grupo utilizou um caminhão para bloquear o acesso dos carros na rodovia.


Investigações compartilhadas por quatro estados do Nordeste – Sergipe, Alagoas, Bahia e Ceará – apontam que o grupo criminoso preparava um ataque a agências bancárias localizadas nos municípios de Milagres ou Missão Velha, ambas no Ceará.

Durante a tentativa de furto às agências bancárias, cinco criminosos foram baleados na troca de tiros com a polícia, nas proximidades das agências e morreram. Outros dois foram atingidos por disparos de arma de fogo e foram encaminhados a unidades de saúde da região, mas não resistiram aos ferimentos. Um oitavo suspeito foi localizado no município de Barro (AIS 19), onde entrou em confronto com policiais militares, e também faleceu.