Brasil

Comprou passagens com milhas? Saiba o que fazer com elas durante a pandemia

Se você comprou uma passagem com milhas, o que fazer quando há cancelamento de voo pela companhia aérea?

Redação iBahia
- Atualizada em

Um dos setores mais afetados com a pandemia do novo coronavírus foi o aéreo. Voos cancelados, passagens remarcadas, reembolsos, voos internacionais quase inexistentes. Essa passou a ser realidade das companhias aéreas no Brasil desde que o vírus chegou ao país e medidas de contenção foram tomadas. 

Para evitar prejuízo do consumidor e socorrer o setor, uma medida provisória foi editada pelo governo federal, mas sem citar especificadamente as milhas. Se você comprou uma passagem com milhas, o que fazer quando há cancelamento de voo pela companhia aérea? 

Na Azul, passageiros que adquiriram passagens para voos domésticos ou internacionais, com saídas marcadas entre 20 de março e 30 de novembro, podem remarcar o voo sem custo, desde que mantenham a origem e o destino e solicitarem a mudança dentro do prazo de um ano validade da passagem.

Só haverá cobrança de diferença tarifária se houver mudança do destino ou remarcação de voo para julho, dezembro, janeiro, fevereiro ou feriados prolongados, considerados alta temporada, e o bilhete original tivesse saída marcada fora desse período.

Se o voo originalmente adquirido não existir mais, os pontos retornam para conta do cliente. Se houver valor pago em real, este é convertido em créditos para serem usados pelo prazo de um ano da data de emissão.

Os clientes Smiles, programa de milhagem da Gol, tiveram voos com embarque até 30 de setembro de 2020 cancelados e podem solicitar de volta as milhas utilizadas na hora da aquisição das passagens, sem custos adicionais, através do site ou do aplicativo Smiles.

Na Latam, é possível solicitar a alteração da data da viagem sem nenhuma cobrança de taxa ou diferença de tarifa, com a manutenção da origem, destino e cabine. A remarcação deve ser feita até 12 meses após a compra.

Em caso de cancelamento por parte do cliente, as três companhias mantiveram a mesma regra, sem cobrança de taxa extra dentro do período e com especificidades acima citadas.