Brasil

Condicionador infantil está entre produtos proibidos pela Anvisa

Segundo agência, materiais de limpeza e cosméticos são clandestinos

Agência O Globo

Produtos de limpeza e cosméticos de empresas falsas ou sem autorização tiveram a fabricação e comercialização proibidas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Os nove produtos listados pela agência tiveram os itens a venda inutilizados.

Entre os cosméticos vendidos de forma clandestina, está o Condicionador Cabelos Normais, da marca Cocoricó, segundo a agência reguladora, fabricado por empresa desconhecida, sem registro. Ainda de acordo com a Anvisa, o cosméstico utiliza indevidamente no rótulo o nome do fabricante como sendo 5s Indústria e Comércio de Cosméticos.

Foto: Reprodução

Caso semelhante aos dos produtos para cabelo Poderoso Cremão - Madame Look, Coisa de Louco - Madame Look, Verão - Madame Look e Comigo Ninguém Pode - Madame Look todos também sem registro, notificação ou cadastro na Anvisa. A origem de fabricação também é desconhecida, sendo incluída indevidamente no rótulo a fabricante como a Anselmo Mendes Molina Franca – ME.

Não bastasse a falta de registro, o alisante BTX- Botox - Realinhamento Térmico ainda foi reprovado, pela Anvisa, na análise de quantidade de formol, substância cancerígena.

Já o Argan Oil, da marca Jhor's, além da falta de autorização e de identificação de fabricante, usa um CNPJ de forma indevida, conforme informou a Anvisa.

O desinfetante Hs Limpeza Pesada (hipoclorito de sódio 8,0 a 10%) também utiliza de forma falsa a empresa Idel Indústria e Comércio de Produtos de Limpeza Ltda. como fabricante.

Produzido pela empresa Elfen Indústria e Comércio Ltd, o limpador e desinfetante Wyn Peroxy Hc 5l, também não tem registro na agência reguladora.

O Soft One Neutro, 5l, também fabricado pela Elfen, usa um número falso de processo no rótulo, além de falsa indicação de produto saneante. O produto teve para fabricação, distribuição, divulgação, comercialização e uso suspenso.

Outras informações podem ser obtidas em contato com o serviço de atendimento ao consumidor do fabricante. O usuário também pode entrar em contato com a Anvisa, pelo telefone 0800 642 9782 ou pelo email ouvidoria@anvisa.gov.br. Tambem pode procurar a vigilância sanitária de seu estado ou município.