Brasil

Confira: dicas para auxiliar na adaptação ao home office

Apesar de parecer fácil trabalhar em casa, são vários os aspectos que podem atrapalhar quem não está acostumado

Redação Dino

O mundo vivencia uma situação diferente e inusitada. Devido à pandemia do coronavírus, a recomendação é permanecer em casa. O isolamento social é uma medida para evitar o contágio pelo vírus e diminuir a sua disseminação nas cidades. Isso afeta diretamente o mercado do turismo, visto que as viagens não são uma possibilidade no momento. Cidades fechadas, voos cada vez mais reduzidos.

Mas quem deseja viajar após esse momento passar, precisa começar o planejamento o mais breve possível. E esse ato envolve, inclusive, a adaptação aos novos formatos de trabalho, como o home office na quarentena.

Essa modalidade de trabalho já existia, mas acabou entrando em evidência durante o período de quarentena e isolamento social. No home office, o trabalhador faz o seu serviço diretamente de casa, usando um computador ou notebook. Nem todo tipo de trabalho se encaixa nesse perfil, ou seja, não são todas as pessoas que podem realizar seu trabalho em casa. Entretanto, aquelas funções que assim podem acontecer, permitem a continuidade do serviço sem a necessidade de ir ao local de trabalho.

Apesar de parecer fácil trabalhar em casa, são vários os aspectos que podem atrapalhar quem não está acostumado. Horários e organização são os principais pontos que podem complicar a vida do trabalhador. Algumas dicas para a adaptação a essa modalidade de trabalho são:

1 - Levar a sério o trabalho

Home office não é folga, muito menos torna a função menos importante. É preciso ter seriedade para não cair em armadilhas que levam a produtividade direto a algo nulo. O trabalhador tem que entender que o serviço a ser feito é o mesmo, tendo apenas a oportunidade de realizá-lo diretamente de casa.

2 - Estabelecer uma rotina de horários

Outra armadilha é achar que o serviço em home office pode ser feito a qualquer hora. Estabelecer uma rotina de horários ajuda na organização e, também, a evitar que o trabalho seja feito de forma solta ou "quando der na telha". É fundamental ter cuidado com os horários.

3 - Ter momentos de pausa para descanso

Esse é o ponto mais valioso do home office. O trabalhador precisa ter momentos de pausa para descanso, sem medo de ser repreendido pelos patrões. Porém, isso não significa um desleixo com o serviço. As pausas necessitam ser moderadas para não influenciar na produtividade.

4 - Manter contato com chefes e colegas

Algo tratado como ponto negativo do home office é a falta de contato e a presença física dos colegas, o que pode tornar toda a situação de trabalho mais solitária. Isso pode ser amenizado criando grupos de conversa no WhatsApp ou aplicativos de videoconferência. Além de manter o contato, cria-se um ar de maior formalidade na hora de executar o trabalho.

5 - Não deixar de lado a alimentação

A rotina de trabalho precisa ser levada a sério, mas isso não significa que, por estar em casa, não haja necessidade de cumprir horários para a alimentação. É preciso tomar o café da manhã, almoçar e fazer lanches. Isso ajuda a melhorar a produtividade e, claro, cuidar da saúde.

6 - Evitar distrações

Um dos grandes "perigos" do home office é a procrastinação. Ela geralmente é causada pelas distrações que encontramos dentro de casa. Seja por causa de um familiar que surge para conversar, pelos barulhos, televisão ou sem limitações do que acessar na internet (redes sociais, jogos). É importante seguir todas as dicas anteriores para que as distrações não sejam um problema no home office.