Brasil

Conselheiro tutelar é suspeito de estuprar adolescentes durante atendimento

De acordo com informações da Polícia Civil, os abusos eram cometidos dentro da própria sede do Conselho Tutelar da cidade e na casa do suspeito

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

A Justiça da Comarca do Município de Choró (Ceará) decretou a prisão preventiva do conselheiro tutelar Jonatas Vieira Alves, de 28 anos, por suspeita de estupro de duas irmãs adolescentes. De acordo com informações da Polícia Civil ao G1 Ceará, os abusos eram cometidos dentro da própria sede do Conselho Tutelar da cidade e na casa do suspeito. As vítimas, de 13 e 14 anos de idade, moram em uma residência próxima à de Jonatas.

Foto: reprodução
Os abusos sexuais aconteciam desde o ano passado. O delegado da Delegacia Regional de Quixadá, Ícaro Gomes Coelho, contou ao G1 CE que Jonatas realizava atendimento às irmãs, que procuraram ajuda do órgão para denunciar negligências dos pais. O suspeito mantinha contato com as meninas também via redes sociais.

"Ao invés de dar proteção às crianças, sendo elas inclusive suas vizinhas, o conselheiro abusou sexualmente delas. Além da confirmação das vítimas e de outras provas, foram realizados exames. Os resultados foram positivos", explicou o delegado ao G1.

Em fevereiro deste ano, o pai das meninas compareceu à Polícia Civil com imagens de conversas íntimas entre as meninas e o conselheiro para denunciar o caso. Jonatas, que está foragido, deverá responder por estupro de vulnerável.



Ainda segundo o G1 CE Jonatasserá afastado das funções no Conselho Tutelar por tempo indeterminado “até que a acusação seja apurada e ele também possa se defender”, explicou Eulógio Neto, presidente da Associação dos Conselheiros.