Brasil

Corpo de Domingos Montagner é liberado do IML de Aracaju e vai para São Paulo

A necropsia confirmou que o artista paulista morreu por afogamento. Ele foi encontrado a 18 metros de profundidade

Agência O GLOBO
- Atualizada em

O corpo do ator Domingos Montagner, morto nesta quinta-feira, aos 54 anos, foi liberado na manhã desta sexta após a chegada de uma procuração assinada por um de seus parentes e vai deixar o Instituto Médico Legal de Aracaju. De lá, segue para São Paulo, onde será realizado o velório. A necropsia confirmou que o artista paulista morreu por afogamento — ele foi encontrado a 18 metros de profundidade, a uma distância de 320 metros da prainha de Canindé do São Francisco, onde foi visto pela última vez.

“Nós encontramos algumas lesões superficiais e a causa da morte foi constatada por afogamento”, afirmou José Aparecido Cardoso, diretor do IML de Sergipe, ao "G1". Segundo ele, será emitida uma declaração de óbito atestando asfixia mecânica por afogamento.Saiba tudo sobre a morte do ator Domingos Montagner aqui

Um grande esquema de segurança foi montado na sede do IML para o traslado. Durante a madrugada, fãs de Montagner esperavam a chegada do corpo do ator na rua do instituto, que teve seu trânsito bloqueado.

Protagonista de “Velho Chico”, novela das 21h da TV Globo ambientada às margens do São Francisco, Domingos Montagner, 54 anos, aproveitava um intervalo nas gravações, na tarde de ontem, e mergulhava no rio, com a atriz Camila Pitanga, quando desapareceu arrastado pela correnteza. O acidente ocorreu por volta das 14h30m, na região conhecida como Prainha, divisa entre Sergipe e Alagoas. Seu corpo foi encontrado cerca de quatro horas depois nas proximidades da Usina Hidrelétrica de Xingó, preso nas pedras, a 30 metros de profundidade.

Esquema de segurança é montado na porta do IML de Aracaju - Amós Meneses

De manhã, Montagner gravou cenas da novela, que chega ao fim no dia 30. Após encerrar o trabalho, almoçou e foi mergulhar com Camila, que interpreta Maria Tereza, par romântico de seu personagem, Santo dos Anjos. Foi a atriz quem avisou a produção do folhetim sobre o acidente. O Grupamento Tático Aéreo, a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros, além de pescadores, uniram-se nas buscas.

Segundo o tenente-coronel Fábio Fonseca Rolemberg, comandante do 4º Batalhão de Canindé de São Francisco, Camila entrou em desespero. Em depoimento, a atriz contou que os dois foram até uma pedra para mergulhar. Ao perceber a correnteza muito forte, ela teria avisado Montagner sobre o perigo. Os atores nadaram de volta até a pedra. Camila chegou primeiro e tentou segurar a mão do artista, mas ele foi arrastado pela água.

As gravações foram canceladas. A equipe estava em Sergipe desde segunda e voltaria no sábado ao Rio.