Brasil

Corpo é encontrado dentro de carro abandonado em frente a prédio da UFRJ

Polícia diz que morto teria anotações criminais por latrocínio, homicídio e receptação

Ricardo Rigel e Bruno Alfano, da Agência O Globo
Um homem morto foi encontrado nesta tarde dentro de um carro, em frente ao prédio da Faculdade Direito da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), na Praça da República, no Centro do Rio. Segundo as primeiras informações da Divisão de Homicídios (DH), o veículo teria sido abandonado no local com o corpo deixado no banco do carona. Segundo o delegado titular da DH, Giniton Lages, a vítima identificada como Maurício Venâncio, de 57 anos, tinha dez anotações criminais, entre elas por homicídio, latrocínio e receptação.
(Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil)
Segundo o delegado, é possível que o homem estivesse sendo levado para o Hospital Municipal Souza Aguiar, que fica a cerca de 300 metros de onde o carro foi deixado.
"Tudo é possível, mas temos que esperar o término da investigação preliminar".
O carro, um Sandero branco, é roubado. O alerta sobre o roubo do veículo foi dado ontem. 
Em nota, o Centro Acadêmico Cândido de Oliveira (Caco) informou que "a pessoa dentro do carro não faz parte do corpo social da Faculdade Nacional de Direito". Segundo a nota, o fato foi percebido durante uma aula pública. Segundo alunos da faculdade, os temas da aula, que teve início ao meio-dia, eram fascismo, a atuação do Tribunal Regional Eleitoral nas universidades e o cenário político no país. O centro acadêmico pediu aos alunos que mantivessem "a calma e procurassem os diretores do Caco para qualquer questão".