Brasil

Após dizer que foi abusada, adolescente confessa ter matado homem por dinheiro

O delegado Regional de Ji-Paraná, Henrique Mendonça Bittencourt, a história não foi bem contada e levantou suspeitas

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

Uma menina de 13 anos foi apreendida pela polícia suspeita de matar um homem de 31 que teria abusado ela sexualmente. O caso aconteceu na cidade de Ji-Paraná (RO). Segundo informações do jornal O Dia, o boletim de ocorrência registrou que dois rapazes deram carona à menina, uma prima e uma irmã dela. Ao chegar no destino, que era a casa de um parente deles, a garota e o homem teriam ficado sozinhos. Ele teria passado a mão nos seios dela enquanto a menina dormia, além de tentar abrir a calça da garota. Ela então despertou e pediu que ele parasse.

Após o pedido, o homem saiu da sala onde estava. Nesse momento, a menina pegou uma faca e uma toalha com água sanitária, foi atrás do suspeito e deu uma facada no pescoço dele.

As outras pessoas que estavam na casa ouviram o barulho e acharam os dois no quarto. O homem já estava morto, segundo o "O Dia". A menina foi impedida de fugir, enquanto a polícia era acionada. Ela e as demais pessoas presentes na hora do assassinato foram levadas à Unidade Integrada de Segurança do estado.

Novidades sobre a investigação

Em entrevista ao UOL, o delegado Regional de Ji-Paraná, Henrique Mendonça Bittencourt, a história não foi bem contada e levantou suspeitas. "A versão inicial dada pela menor de 13 anos, de que teria matado a vítima porque ela teria passado a mão em seu corpo, logo caiu por terra. Ficou evidente que a ideia era ficar impune da situação e acobertar a outra menor de 17 anos".

O delegado também contou ao UOL que as duas adolescentes esperaram a vítima cair em sono profundo para matá-la. "Ele estava em uma cama em um quarto escuro. A vítima já estava extremamente cansada por ter passado a noite na balada na companhia do amigo".

"Elas cortaram uma tira de toalha e enforcaram a vítima. A menor de 13 desferiu um golpe de faca na altura da garganta da vítima, e a suspeita de 17 tomou o cabo da faca e torceu num movimento de corte como uma serra", detalhou o delegado ao UOL.

As duas adolescentes estão apreendidas à espera da decisão da Justiça sobre o período de internação.