Brasil

Defesa de Anitta solicita mudança de juíza no caso da dívida

Advogados da cantora afirmam que há uma suspeição da juíza

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

No início da semana, a 9ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro ordenou que Anitta depositasse imediatamente R$ 3 milhões na conta de Kamilla Fialho, sua ex-empresária. A decisão foi dada após decisão unânime. Caso desobedecesse, a cantora teria os seus bens bloqueados.

Agora, a defesa da cantora afirma que há uma suspeição da juíza, que é quando há a suspeita de envolvimento pessoal que favoreça um dos lados envolvidos na ação, e solicita a troca de responsável pelo caso. Além disso, eles afirmam que Anitta não precisa realizar o depósito até que haja o julgamento do pedido de suspeição.

Foto: Reprodução

Este é o segundo recurso da defesa de Anitta para evitar o pagamento. Três desembargadores deram razão à K2L, produtora com a qual a cantora rompeu contrato. Os R$ 3 milhões formam apenas uma parte do que Kamilla pede na justiça.