Brasil

Dilma elogia Daniel Alves e diz que Brasil quer Copa sem racismo

Ela também citou a campanha #somostodosmacacos, lançada pelo também jogador Neymar

Agência Brasil
- Atualizada em

A presidente Dilma Rousseff elogiou hoje (28), pelo Twitter, a atitude do jogador brasileiro Daniel Alves, que ontem (27), em uma partida pelo Barcelona, foi vítima de um episódio de racismo. Alves se preparava para uma jogada, quando a torcida atirou uma banana no campo. O jogador descascou e comeu a fruta.


“O jogador Daniel Alves deu uma resposta ousada e forte ao racismo no esporte. Diante de uma atitude que infelizmente tem se tornado comum nos estádios, Daniel Alves teve atitude”, escreveu a presidente em sua conta pessoal da rede social (@dilmabr).


Ela também citou a campanha #somostodosmacacos, lançada pelo também jogador Neymar, em apoio a Daniel Alves. Neymar fez fotos ao lado do filho comendo uma banana, postou nas redes sociais, e o gesto passou a ser repetido por milhares de internautas. “Neymar lançou a campanha "#somostodosmacacos" para mostrar que temos todos a mesma origem e que nada nos difere, a não ser nossa tolerância com o outro”.


A presidente voltou a defender o combate ao racismo no futebol e disse que a Copa do Mundo, que o Brasil vai sediar a partir de junho, terá como bandeira o enfrentamento da discriminação racial. “Vamos mostrar que nossa força, no futebol e na vida, vem da nossa diversidade étnica e dela nos orgulhamos. #CopaSemRacismo”, escreveu Dilma.