Brasil

Donos do Mega Filmes HD falam em dinheiro "amaldiçoado" e se dizem arrependidos

"Para mim, aqui no Brasil, isso não era crime", afirmou Marcos Cardoso

Redação Correio 24h

O casal dono do site Mega Filmes HD afirmou em em entrevista nesta segunda-feira (30) que não sabia que o caso de pirataria era tão grave. "Foi um crime contra a indústria de filmes, mas não fizemos mal a ninguém", afirmou Marcos Cardoso, ao lado da mulher, Thalita Cardoso. Os dois deixaram a prisão no sábado, após dez dias detidos.


Os dois foram presos em Cerquilho, interior de São Paulo, durante operação da Polícia Federal. Eles devem responder por crimes de violação de direitos autorais e associação criminosa. "Eu não sabia que era crime. Cada país tem suas leis sobre isso. E para mim, aqui no Brasil, isso não era crime. Tanto é que eu nunca tinha visto ninguém ser preso por isso", acrescenta Marcos, em entrevista ao G1 e à TV Tem.




Suspeitos respondem pelos crimes em liberdade após ficarem dez dias presos
(Foto: Reprodução/ TV TEM)


A PF aponta que o casal faturava até R$ 70 mil por mês por conta da publicidade gerada pelas 60 milhões de visualizações mensais. O casal já entregou à polícia os contatos de uma agência de publicidade que pagava pelos espaços no site. "Começou ganhar dinheiro mesmo há pouco tempo. Começou por hobby, não pensava que ia chegar no ponto de ganhar bem. Eu também não tinha essa pretensão", afirma Marcos, que morou no Japão até 2011 e fundou o site ao voltar. "Fiz no Brasil a mesma coisa que vi no Japão quando cheguei". Marcos confessa que com o dinheiro investiu nos carros importados e em um estilo de vida mais "ostentação". "Quando começamos a receber muito, ‘torramos’ com baladas. Mas foi um dinheiro amaldiçoado, que não nos levou a nada. Agora meu nome está sujo e não sei como conseguir emprego", afirmou ao G1.


Ele diz ainda que o site nunca hospedou nenhum conteúdo ilegal e que todos os links são de terceiros. "Tanto é que o site é de streaming, não é para baixar. O site nunca foi de download". Eles negam que o "novo" Mega Filmes HD seja deles. "Para mim isso aí já acabou".


Na casa dos dois, a PF apreendeu R$ 25 mil e quatro carros importados. O dinheiro apreendido seria usado para pagar o casamento dos dois - eles iam oficializar a união estável no sábado (28). “Sentimos vergonha pelo o que fizemos. Muita vergonha. Imaginei que o site iria acabar, mas não que meu nome e rosto ficariam conhecidos por isso. Nunca mais vou mexer com isso, até peguei trauma da internet agora”, finaliza Marcos.

Correio24horas