Brasil

Drauzio Varella rebate polêmica sobre entrevista com trans: 'Sou médico, não sou juiz'

Ela foi abraçada pelo médico durante a matéria, no dia 1º de março, sobre mulheres trans presas no país

Agência O Globo

Drauzio Varella decidiu se manifestar sobre a reportagem do "Fantástico", em referência à detenta Susy de Oliveira. Ela foi abraçada pelo médico durante a matéria, no dia 1º de março, sobre mulheres trans presas no país que não recebem visitas de ninguém.

Foto: Reprodução
"Há trinta anos, cuido da saúde de criminosos condenados. Por razões éticas, não busco saber o que de errado fizeram. Sigo essa atitude para cumprir o juramento que fiz ao me tornar médico. E para não cair na tentação de traí-lo, atendendo apenas aqueles que cometeram crimes leves. No quadro do fantástico, segui os mesmos princípios. Sou médico, não juiz", disse o médico.

O pronunciamento de Drauzio aconteceu depois que o deputado estadual Douglas Garcia (PSL-SP) divulgou documentos judiciais que apontam que Susy foi presa condenada pelo homicídio de uma criança de 9 anos.