Brasil

Drogasil e Droga Raia confirmam fusão para criar líder do setor farmacêutico

A nova empresa será 7º maior grupo varejista do país, diz comunicado

Redação CORREIO (redacao@correio24horas.com.br)

As redes de drogarias Drogasil e Droga Raia confirmaram nesta terça-feira (2) que firmaram um acordo de associação. O início das negociações havia sido anunciado há uma semana. A nova companhia vai se chamar Raia Drogasil e contempla a totalidade dos acionistas das duas empresas.


O capital da nova empresa, que será listada no Novo Mercado da Bovespa, ficará nas mãos dos atuais acionistas da Drogasil, na proporção de 57%, e os restantes 43% ficarão com os acionistas da Droga Raia (43%).


"Com R$ 4,1 bilhões de receita bruta, R$ 224 milhões de Ebtida nos 12 meses encerrados em 31 de março de 2011 e uma rede com mais de 700 drogarias em nove estados, que representam 78% do mercado farmacêutico brasileiro, a Raia Drogasil surge como sétimo maior grupo varejista do País e líder absoluta do varejo farmacêutico brasileiro, com uma participação combinada de mercado de 8,3%", diz o comunicado. A nova companhia vai seguir operando as duas marcas – Droga Raia e Drogasil.


Claudio Roberto Ely exercerá o cargo de diretor-presidente da nova empresa e Antônio Carlos Pipponzi será o chairman executivo do Conselho de Administração.


O acordo de associação entre Drogasil e Droga Raia  já foi validado pelos Conselhos de Administração das duas companhias,  mas agora precisa ser submetido à apreciação das autoridades brasileiras de defesa da concorrência - Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE), Secretaria de Direito Econômico (SDE) e Secretaria de Acompanhamento Econômico (SEAE).


A Drogasil ocupa a vice-liderança entre as redes de drogarias nacionais, seguida pela Raia. Em junho do ano passado, a Drogaria São Paulo adquiriu a rede Drogão, dando origem à maior rede farmacêutica paulista e nacional. As informações são do G1.