Brasil

Em depoimento, mulher de João de Deus disse que não sabia ter armas em casa

Ana Keyla disse à polícia que denúncias são caluniosas e que, se soubesse de abusos sexuais, se separaria do marido

Agência O Globo

A mulher de João de Deus, Ana Keyla Teixeira, disse à Polícia Civil, nesta quarta-feira (26), que não sabia que seu marido guardava armas na casa da família, em Abadiânia (GO). Ela também afirma que as denúncias de abuso sexual contra o médium são mentirosas. João de Deus está preso desde o dia 16.

João de Deus e a esposa (Foto: Reprodução)
Há uma semana, no dia 21, a Justiça de Goiás atendeu a um pedido do Ministério Público e decretou um segundo mandado de prisão contra o médium João Teixeira de Faria, conhecido como João de Deus. O motivo foi uma arma com numeração raspada encontrada na casa dele na terça-feira (18).

“Ela disse que nunca viu nada, não acredita nas denúncias, que João tem feito um trabalho importante e, se soubesse dos abusos, não aceitaria. Ela entende que as denúncias são caluniosas”, disse ao G1 o advogado Alex Araújo Neder, que a acompanhou.


Ana Keyla prestou depoimento na Delegacia de Proteção a Criança e ao Adolescente (DPCA), em Goiânia. A oitiva começou por volta das 13h e terminou às 17h.