Brasil

Em vídeo, Abrape pede que consumidores não solicitem reembolso de eventos adiados

Por conta dos decretos que impedem aglomerações para evitar contágio com o novo coronavírus, eventos foram cancelados no país todo

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

Um dos setores que mais vem sofrendo com a pandemia do coronavírus é o de eventos. Por conta dos decretos que impedem aglomerações para evitar contágio, eventos foram cancelados no país todo. Até o último dia 24, o site da Associação Brasileira dos Promotores de Eventos (ABRAPE) registrava 200 eventos afetados com a crise. 

Diante desse cenário, a associação divulgou um vídeo em que pede os consumidores não solicitem reembolso de ingressos ou serviços, mas que esperem a nova data do evento.

Na campanha em vídeo, a Abrape reuniu trabalhadores de diversos setores ligados a eventos - promoters, músicos, seguranças, vendedores de cerveja, produtores, carregadores, entre outros -, para pedir que as pessoas esperem a normalização das datas. "Além de ajudar o artista que você gosta, também apoia milhares de profissionais que já enfrentam severas dificuldades para sobreviver da cultura e do entretenimento no Brasil", diz a entidade.