Brasil

Estudante mata coordenador de colégio a tiros após discussão

Adolescente já tem antecedentes por ato infracional "análogo a roubo"

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

Na tarde desta terça-feira (30), um estudante, de 17 anos, matou o professor e coordenador de turno da Colégio Estadual Céu Azul, localizada em Valparaíso de Goiás, a 35 km de Brasília. De acordo com informações do UOL cedidas pela Polícia Civil, o adolescente teve uma discussão com a vítima, identificado como Júlio César Barroso de Sousa, pela manhã.

No momento do crime, Júlio César Barroso de Sousa estava na sala dos professores. A Secretaria de Estado da Educação de Goiás (Seduc) divulgou uma nota sobre o ocorrido: "Com imenso pesar, informa que o professor Júlio foi baleado por L. R. L., de 17 anos, aluno da escola. O Serviço de Saúde (Samu) foi acionado, mas, infelizmente, o professor morreu ainda na unidade escolar. Também foram acionadas a Polícia Militar e a Policia Civil, a cargo de quem correm as investigações", diz a nota.

Júlio César Barroso de Sousa (Foto: reprodução)

Em entrevista ao UOL, uma estudante do colégio, que preferiu não se identificar, contou que o coordenador havia aplicado uma suspensão no estudante.

"Ele [aluno] xingou uma professora por vários palavrões, arrumou confusão com ela. O professor deu a suspensão e disse que, caso ele voltasse a ameaçar a funcionária, iria chamar a polícia", explicou a aluna.

Ainda segundo informações do UOL, o adolescente já foi identificado, mas está foragido. Ele já tem antecedentes por ato infracional "análogo a roubo". A arma do crime ainda não foi localizada.