Brasil

Ex-vereador baiano se passava por policial federal para estuprar mulheres

Adson Muniz Santos se apresentava às vítimas como sendo produtor da TV Globo ou policial federal

Redação Correio 24h

Um ex-vereador de Jussiape, cidade da região da Chapada Diamantina, na Bahia, foi preso na capital paulista por suspeita de se passar por policial federal para sequestrar e estuprar uma mulher na região dos Jardins. Adson Muniz Santos, de 32 anos, foi preso na quarta-feira (11), ele se apresentava às vítimas como sendo produtor da TV Globo ou policial federal. 

Foto:Divulgação/PC

De acordo com o G1, 21 mulheres já reconheceram o homem. Todas as vítimas foram orientadas a fazer um boletim de ocorrência único na Primeira Delegacia de Defesa da Mulher, na próxima segunda-feira (16). Segundo o jornal O Estado de S. Paulo, duas mulheres já haviam registrado queixa contra ele por estupro e estelionato e outras três, que disseram ter conseguido fugir após sua abordagem, o reconheceram na delegacia. “É um predador sexual sem sombra de dúvidas”, disse a delegada plantonista da 1ª Delegacia de Defesa da Mulher, Cristine Nascimento Guedes Costa.  

A polícia procurava o suspeito desde que um vídeo de uma dessa abordagem começou a circular nas redes sociais, na semana passada. As imagens mostram o carro da mulher saindo de um supermercado. Adson vai em direção ao carro, mostra uma carteira falsa de policial e faz sinal para que a motorista encoste. A mulher ficou em poder do falso policial por cerca de três horas.  Com o cartão dela, Adson fez um saque de R$ 1 mil e, em seguida, a violentou.

Santos foi preso nas proximidades do estádio do Pacaembu, a polícia suspeita que ele se preparava para cometer outro crime no momento. A Justiça decretou a prisão temporária dele por 30 dias. Ele não tinha passagens pela polícia e negou os crimes.