Brasil

Família de Cristiano vai processar clínica por vazamento de fotos

Advogada da família explicou que eles decidiram processar o local que fez a preparação do corpo do sertanejo

Redação iBahia (variedades@portalibahia.com.br)

As imagens que vazaram nas redes sociais e que mostram a preparação do corpo de Cristiano Araújo chocaram a família do sertanejo. Em entrevista ao 'Ego', a advogada da família, Amelina Morais, explicou que já foram tomadas as medidas para o processo indenizatório de danos morais contra a clínica responsável pelo procedimento.


Acompanhe aqui tudo sobre a morte de Cristiano Araújo

"As medidas da ação civil foram encaminhadas contra a clínica. Precisamos esperar o inquérito policial que vai determinar os responsáveis", disse ela, explicando que só o juíz é quem vai decidir o valor da indenização, após análise da gravidade e circunstâncias do caso. Em nota, a Clínica Oeste informou que os funcionários responsáveis pelo registro e divulgação das imagens serão demitidos. Confira comunicado completo, divulgado na página oficial do Facebook da empresa:

"Em virtude dos últimos acontecimentos envolvendo a divulgação de imagens do corpo do cantor Cristiano Araújo, a Clínica Oeste vem a público informar que repudia com veemência o ato dos dois funcionários que, de maneira mórbida, gravaram e divulgaram tais imagens. A clínica tem como procedimento orientar sua equipe que, inclusive, assina regulamento interno de trabalho e Ordem de Serviço de Segurança e Medicina do Trabalho individual para cada caso, documentos estes que proíbem que toda e qualquer etapa do trabalho desenvolvido na empresa seja gravado, fotografado e, principalmente, divulgado. Diante do erro cometido por dois funcionários de seu quadro profissional, a clínica informa que não é conivente com este tipo de conduta e que já tomou as providências legais para efetuar as demissões por justa causa. A Clínica Oeste existe há quatro anos e reitera seu compromisso com a ética, a transparência, o zelo pela prestação do serviço e o respeito às famílias, e se solidariza com todos os que, como ela, repudiam tal ato".