Brasil

Filhos de Flordelis são denunciados por homicídio triplamente qualificado

Lucas e Flávio são acusados de participação na morte do pastor Anderson do Carmo

Carolina Heringer, da Agência O Globo

O Ministério Público estadual do Rio denunciou, nesta quinta-feira, dois filhos da pastora e deputada federal Flordelis dos Santos de Souza pela morte do também pastor Anderson do Carmo de Souza, que era seu marido. Flávio dos Santos Rodrigues e Lucas Cezar dos Santos de Souza foram denunciados por homicídio triplamente qualificado (por motivo torpe, meio cruel e impossibilidade de defesa da vítima) pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO). O MP também opinou favoravelmente ao pedido de prisão preventiva de ambos feito pela Polícia Civil. O caso agora segue para a 3ª Vara Criminal de Niterói. Se a Justiça aceitar a denúncia contra os dois, eles passam a ser réus no processo criminal.

O inquérito foi desmembrado e a Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo continuará investigando a participação de outras pessoas no crime, entre elas Flordelis. Em coletiva de imprensa realizada nessa quinta-feira, a delegada titular da DH Niterói, Bárbara Lomba, não descartou a participação da deputada na morte de seu marido.

Flordelis e o pastor (Foto: reprodução)
- O crime foi cometido em um ambiente familiar e há outros envolvidos (além de Flávio e Lucas) e há uma motivação final - disse Bárbara. - O contexto todo da família está sendo investigado. E a deputada faz parte da família - afirmou a delegada.

Bárbara revelou ainda que a polícia acredita que a motivação do crime esteja relacionada à questão financeira:

- De uma forma geral, o que há nesta altura da investigação é que a motivação seria por razões financeiras, de administração de bens. Então, isso seria uma das linhas. Então, uma das qualificadoras do crime seria por motivo torpe por essa razão - disse ela.

Nessa quarta-feira, Flávio e Lucas foram indiciados por homicídio qualificado (por motivo torpe) pela Polícia Civil e o caso foi enviado ao Ministério Público. O pastor Anderson foi morto a tiros na madrugada do dia 16 de junho deste ano, na casa da família em Pendotiba, Niterói. Flávio confessou à polícia ter atirado contra a vítima, que era seu padrasto. O rapaz é filho biológico apenas de Flordelis. Ele admitiu ter dado apenas seis disparos, mas o corpo do pastor tinha 30 marcas de perfuração. Lucas sempre negou participação no crime.