Brasil

Flordelis mostra tornozeleira eletrônica durante culto: 'Isso não prova nada'

Deputada apontou para o aparelho enquanto cantava trecho de música que cita "história inventada"

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

Durante um culto realizado em São Gonçalo (RJ), a deputada federal Flordelis mostrou a tornozeleira eletrônica que foi obrigada a usar pela Justiça. Segundo o Extra, a suspeita de ter matado seu marido, no meio da pregação, levantou o vestido e apontou para o objeto pedindo para que filmasse o equipamento enquanto cantava: “Isso não comprova nada. Ela não matou José, isso é história inventada..."

Apontada como mandante do assassinato do marido, o pastor Anderson do Carmo, a deputada compareceu à sede da Secretaria de Administração Penitenciária (Seap)do Rio de Janeiro na última quinta-feira (8) para colocar a tornozeleira eletrônica.

De acordo com a Seap, ela fez o procedimento em São Gonçalo mesmo. A pasta informou em nota que “a deputada recebeu todas as orientações necessárias e cumpriu todos os trâmites de praxe para o cumprimento da decisão judicial” no local.

Conforme ainda o Extra, a pastora foi intimada na noite da última terça-feira (6), em sua casa e tinha 48 horas para instalar o dispositivo. Ela tinha até as 17h de quinta- feira para ir à Seap.

A decisão do uso da tornozeleira foi da juíza Nearis dos Santos Arce. A magistrada acolheu um pedido do Ministério Público. Flordelis também enfrenta um processo disciplinar na Câmara dos Deputados. A corregedoria analisa se houve quebra de decoro parlamentar, que poderia culminar na perda do mandato da deputada.

Veja vídeo: 

Ver essa foto no Instagram

Flordelis mostra tornozeleira eletrônica durante culto: “Isso não comprava nada”

Uma publicação compartilhada por Retratos da Vida (@retratosdavida_extra) em