Brasil

Funcionário que atua na segurança de Bolsonaro está internado com coronavírus, diz jornal

De acordo com a família, Ari faz a segurança do presidente em eventos e algumas viagens

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

O funcionário do Gabinete de Segurança Institucional (GSI) e que atua na segurança do presidente Jair Bolsonaro, Ari Celso Rocha Lima de Barros, 39, está internado após contrair o novo coronavírus (covid-19). As informações são do jornal O Estado de S.Paulo. 

Foto: Reprodução

Segundo o jornal, a informação foi confirmada pela mãe de Ari, a advogada Julmar Rocha Lima de Barros, 74, em conversa por telefone. Ela contou que o filho está no Hospital de Base, em Brasília, desde a noite desta quarta-feira (25). 

Julmar afirmou também que o filho havia sido diagnosticado com a covid-19 no dia 18 e estava isolado em casa. Porém, teve febre, uma piora no quadro clínico e deu entrada no hospital.

Ainda de acordo com O Estado de S. Paulo, Ari é capitão da Polícia Militar do Distrito Federal e, como informa portaria do GSI de fevereiro deste ano, atua no governo como assistente técnico militar. 

O Estado de S. Paulo conta também que, de acordo com a família, Ari faz a segurança do presidente em eventos e algumas viagens, mas não estava na comitiva que foi para a Flórida, nos Estados Unidos, no início do mês. 23 que estiveram com o presidente nesta viagem testaram positivo para novo coronavírus. 

Julmar também contou ao jornal que apenas integrantes da PM têm visitado o filho. “Nós da família, eles não deixam ter acesso por precaução. Mas ele me mandou recado que está bem e dormiu a noite toda. Para nós isso é vitória”, disse a advogada. Ari é casado e pai de dois filhos.