Brasil

Garota de programa é morta a facada por cliente

A vítima morreu no próprio carro tentando chegar em um hospital

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

Na madrugada desta sexta-feira (17), uma mulher transexual de 38 anos, identificada como Ana Clara Lima, morreu após receber uma facada na barriga. O caso aconteceu na Asa Norte, em Brasília. De acordo com informações do G1 Distrito Federal, a vítima, que trabalha como garota de programa, foi atacada por um cliente em "fúria". 

A vítima morreu no próprio carro tentando chegar no Hospital de Base para pedir ajuda, que fica a cerca de 6 km do local. 

Ainda segundo o G1 DF, uma amiga de Ana Clara tentou socorrê-la, mas também foi esfaqueada. Ela ficou ferida no braço, foi atendida no hospital e recebeu alta. 

A polícia informou ao G1 que o suspeito de cometer o crime, um homem de 51 anos, já foi identificado e está sendo procurado. O caso foi classificado como homicídio e tentativa de homicídio e está sendo investigado pela 2ª Delegacia de Polícia (Asa Norte). 

Em entrevista ao portal, a amiga da vítima contou que Ana Clara e o suspeito já se conheciam antes do crime. "Uma vez ele [suspeito] agrediu ela com uma pedra. Hoje, ela falou que ia pegar ele e foi indo na direção.... Achamos que estavam apenas brigando, mas ele estava com a faca na cintura e agrediu ela".